Pentecostes: a força do Espírito Santo que nos encoraja

“De repente, veio do céu um ruído, como se soprasse um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam sentados” (Atos 2,2)

No período que sucede a Páscoa nos preparamos para mais uma grande festa da Igreja Católica: a festa de Pentecostes. Momento em que os cristãos se unem para celebrar a descida do Espírito Santo sobre os discípulos, assim como o nascimento da Igreja e sua vocação para a missão universal. Mas vã seria essa festa se não a trouxéssemos para nossa vida, e se essa alegria não continuasse a dar frutos em nossa caminhada como Igreja.

Dois mil anos depois do primeiro pentecostes, muitas vezes nossas comunidades de quase nada diferem daquela comunidade cristã primitiva, que conhecendo ao mestre e amando-o com um amigo, ainda encontravam seus corações mergulhados no medo e nas aflições humanas. Amamos a Cristo, o conhecemos, o seguimos, mas não o partilhamos com nossos irmãos, não o fazemos conhecer ao mundo.

Muitos são os obstáculos e os medos que nos prendem dentro de paredes, que trancam nossas portas e que nos fazem viver reféns do mundo. Por vezes, somos perseguidos e julgados por nossa fé, afogados em costumes mundanos que tentam a todo custo modificar nosso jeito de ser. Somos calados em nossas universidades, em nossos empregos e até em nossas casas.

Como falar de Cristo em uma sociedade que cada dia mais deturpa os valores e nos faz crer que o egoísmo garante nossa segurança?

Vivemos nessa corda bamba entre a santidade e os prazeres do mundo, entre gritar o nome de Cristo sobre os telhados, inconsequentemente, e o medo de ser chacota entre os que vivemos, entre servir o irmão e ser servido por ele.

Cristo sobe aos Céus, volta ao Pai, mas não nos deixa só. Envia o Espírito Santo que infunde o seu amor em nossos corações, e que nos ensina a viver de acordo com a vontade de Deus. Esse mesmo Espírito que desceu sobre discípulos continua descendo sobre cada um de nós, nos encorajando a entregar nossa vida a Cristo e à Igreja, escancarando as portas, quebrando as correntes e desfazendo os medos.

Deus, em Jesus Cristo, nos mostra o caminho que devemos seguir, e o Espírito Santo nos impulsiona para realizarmos as obras que ajudam a construir uma humanidade mais digna e feliz. É o Espírito Santo que desperta em nossos corações o espírito missionário, pelo qual era movido o próprio Cristo. É o Espírito Santo que nos encoraja a dar testemunho de Cristo aos nossos irmãos, a tomar consciência de nossa responsabilidade como cristãos, e trazer almas para o Senhor. É o Espírito de Deus que nos anima a sermos novas criaturas, a cair da corda bamba e mergulhar na santidade e no serviço.

A certeza de que alguém nos ajuda nas dificuldades, e de que não estaremos sós, lutando sem saber dos resultados, é para nós grande luz e esperança, que nos faz levantar e prosseguir caminhando.

A força do Espírito Santo suscita entre as pessoas os mais diversos dons, e na comunidade, os mais diferentes serviços. E é nessa diversidade de dons e carismas que o Espírito de Deus nos une como uma só igreja, porque o que falta em mim, eu encontro no outro, e o que eu tenho em mim, eu coloco a serviço do irmão. O dom que eu clamo a Deus, Ele me dá no meu próximo, para que assim eu não viva sozinha, para que assim possamos cuidar uns dos outros, e construir uma comunidade onde se partilha o amor e a caridade.

“Havia em Jerusalém, judeus tementes a Deus, vindos de todas as nações do mundo. Ouvindo-se este som, ajuntou-se uma multidão que ficou perplexa, pois cada um os ouvia falar em sua própria língua.” (Atos 2, 5-6)

Somos todos convocados a acolher esse projeto libertador, independente de nossa cultura, de nossa cor, de nossa língua, de nosso status econômico, de nossa origem ou de qualquer outra coisa que aos olhos humanos possa nos distinguir, porque pelo Espírito Santo nos tornamos um só.

Alegremos irmãos e irmãs, porque somos o novo povo nascido no Pentecostes e na Páscoa do Senhor, que busca na esperança e no amor a nova terra e o novo Céu. E que o fogo do Espirito Santo queime em nossos corações e que esse fogo se espalhe pelo mundo, levando o amor de Deus a cada irmão que precisar em cada canto da terra.

 

Andressa Bosso
Ministra da Palavra, Comunidade São João Batista

WhatsApp Image 2017-05-30 at 08.51.38

1 Comment Posted

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.


*