Comunidade Santana

História da Comunidade
Em meados de 1981 um grupo de moradores da Vila Santa Isabel se reuniu na residência de Ton Geuer a fim de criar um posto de saúde ou uma associação de bairro. João Mendes foi quem deu a ideia de criar uma igreja, pertencente à Paróquia de Santa Isabel. Na época a ideia foi muito bem aceita pelo Padre Jacinto Domene Martins que motivou os moradores no novo trabalho. O início foi muito difícil, mas a comunidade irmã do Jardim América, Nossa Senhora de Fátima e a maioria dos moradores aprovaram e ajudaram nos passos iniciais.
João Mendes, que atualmente tem seu nome na praça em frente à capela, não imaginava que, a partir dele e toda a comissão, cresceria uma igreja forte, criativa e sempre jovem.
A eleição para o padroeiro foi a etapa seguinte. Na lista estavam empatados São Francisco de Assis e Sant´Ana e por um voto de diferença, com a mãe da Virgem Maria e avó de Jesus Cristo foi a escolhida. “A tradição na devoção à Sant´Ana era muito forte na época, pois tínhamos várias paróquias nas redondezas como a mãe de Maria como padroeira”, diz Dona Afla, uma das fundadoras da comunidade.
A união dos moradores e participantes foi a base de toda a sustentação, que logo já estavam lançando a pedra fundamental na primeira Missa campal no terreno. Através de gincanas, bingos, leilões, desfiles de cavaleiros e quermesses a Comunidade Sant´Ana arrecadava fundos financeiros para a construção da igreja.
Ton Geuer foi o responsável pela arquitetura interna e externa da capela e como renomado vitralista e um dos fundadores da nova capela, criou um ambiente propício à oração e à meditação, utilizando materiais recicláveis com adornos em mosaico de vidro no altar, mesa da palavra, nas estações da via-sacra e no Santíssimo. A principal atração arquitetônica são as janelas com fundos de garrafas e garrafões, que simbolizam a união de toda a comunidade, pois os mesmos foram doados. “As luzes que penetram nos vidros são uma de cada cor que em determinado ponto se misturam, sendo a união e a luz divina”, dizia.
Muita gente fez e faz parte dessa história com mais de 25 anos. Uma comunidade que utiliza a arte, a criatividade e a liturgia inculturada para evangelizar. Sempre, desde os primórdios, aposta na força e na garra da juventude e sabe que caminhar é sempre preciso.
Cada pessoa que fez parte dessa história deixou sua contribuição de dedicação e amor. Algumas já estão nos olhando lá dos Céus, outras seguiram seus caminhos, mas deixaram suas assinaturas nessa obra de muitos autores.

Missas e Celebrações
Todos os domingos às 8h30 e às 19h00

Pastorais
Dízimo: Domingos antes e após as Missas/Celebrações
Artesanato: Terças-feiras às 14h00
Catequese de Adultos: Domingos após as Missas/Celebrações das 8h30
Catequese Infantil: Sábados às 14h00
Círculo Bíblico: Terças-feiras às 20h00
Grupo de terço: Terças-feiras às 8h30
Legião de Maria: Sextas-feiras às 8h30
Liturgia: Segundas-feiras às 20h00
Música e Canto: Terças-feiras às 20h00
Pequeninos do Senhor: Durante as missas de domingo à noite
Saúde: Visita aos doentes uma vez por semana

Coordenadores
Maria Emilia D. Murayama
Monica Sumie Tengan

Endereço:
Rua Luiz Vicentin Sobrinho, s/n – Vila Santa Isabel – Distrito de Barão Geraldo – Campinas/SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.


*